quarta-feira, 31 de janeiro de 2007

Velhinho mas trabalhador



Este peixe tem à volta de 16 anos e um tamanho assinalável, de quase 30 cm. Quando é preciso limpar as plantas e os vidros dos aquários, o meu marido agarra nele com muito cuidado, por causa dos espigões que tem é melhor ser à mão, para não ficar preso na rede e lá vai ele de férias até aos outros aquários e em 2 ou 3 horas, fica tudo num brinquinho...

terça-feira, 30 de janeiro de 2007

segunda-feira, 29 de janeiro de 2007

Entre um e outro...


...venha o diabo e escolha...

sábado, 27 de janeiro de 2007

Aprendam com esta...

Conto, aliás, uma história que ouvi recentemente. Um cidadão português, que sempre desejou ter uma casa com vista para o Tejo, descobriu finalmente umas águas-furtadas algures numa das colinas de Lisboa que cumpria essa condição. No entanto, uma das assoalhadas não tinha janela.

Falou então com um arquitecto amigo para que ele fizesse o projecto e o entregasse à câmara de Lisboa, para obter a respectiva autorização para a obra. O amigo dissuadiu-o logo: que demoraria bastantes meses ou mesmo anos a obter uma resposta e que, no final, ela seria negativa. No entanto, acrescentou, ele resolveria o problema.

Assim, numa sexta-feira ao fim da tarde, uma equipa de pedreiros entrou na referida casa, abriu a janela, colocou os vidros e pintou a fachada. O arquitecto tirou então fotos do exterior, onde se via a nova janela e endereçou um pedido à CML, solicitando que fosse permitido ao proprietário fechar a dita cuja janela.

Passado alguns meses, a resposta chegou e era avassaladora: invocando um extenso número de artigos dos mais diversos códigos, os serviços da câmara davam um rotundo não à pretensão do proprietário de fechar a dita cuja janela.

E assim, o dono da casa não só ganhou uma janela nova, como ficou com toda a argumentação jurídica para rebater alguém que, algum dia, se atreva a vir dizer-lhe que tem de fechar a janela! [....]

Nicolau Santos, in "Expresso online" [...]

sexta-feira, 26 de janeiro de 2007

Alguém precisa de um vestido?


Em época de saldos é de aproveitar...

quinta-feira, 25 de janeiro de 2007

OOOOOPPSSSSSSSSSS!!!!!!!!


De manhã cedo, o marido entra em casa e a mulher espera-o de pé, junto à
porta.
- A chegar a esta hora, Superman?
- Eu vou explicar. Desculpa-me, mas eu estava com clientes.
- E vocês discutiram a noite toda até às sete da manhã, Superman?
- Nós fomos a um bar, até às três horas, para beber uns copos.
- Até às três horas, Superman? E o que aconteceu para só chegares às
sete horas, Superman?
- Eu... ah... bem… em seguida nós fomos a um bar de strip-tease, mas eu
não olhei para as horas. Eu compreendo que estejas chateada, mas…
- Está bem, Superman . Só olhaste e esperaste tranquilamente. No que
mais
queres que eu acredite, Superman?
- Ouve. Deixa-me explicar-te... aliás, porque estás sempre a chamar-me
Superman?
- Porque só ele é que usa as cuecas por cima das calças!!!

quarta-feira, 24 de janeiro de 2007

Porque me apetece

(foto: Ricardo Machado)

ACORDAR TARDE

tocas as flores murchas que alguém te ofereceu
quando o rio parou de correr e a noite
foi tão luminosa quanto a mota que falhou
a curva - e o serviço postal não funcionou
no dia seguinte

procuras ávido aquilo que o mar não devorou
e passas a língua na cola dos selos lambidos
por assassinos - e a tua mão segurando a faca
cujo gume possui a fatalidade do sangue contaminado
dos amantes ocasionais - nada a fazer

irás sozinho vida dentro
os braços estendidos como se entrasses na água
o corpo num arco de pedra tenso simulando
a casa
onde me abrigo do mortal brilho do meio-dia

Al Berto

terça-feira, 23 de janeiro de 2007

Al Berto



E ao anoitecer

e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia

Al Berto

domingo, 21 de janeiro de 2007

Terminologias II

Continuação

- A forma mais pratica de articular a palavra MEU e dá um ar afro á língua portuguesa, como Bué ou Maning (muito em Moçambique). Ex: Mô Tio.

Nha- assim como Mõ, é a forma mais pratica de articular a palavra Minha. Para quê perder tempo não é? Fica sempre bem dizer Mô Tio e Nha Mãe por exemplo, e poupa-se imenso tempo.

Numaro- Já está na Assembleia da Republica uma proposta de lei para deixar-mos de utilizar a palavra NÚMERO que está em claro desuso. Por mim acho um bom numaro!

Parteleira - Local ideal para guardar os livros de português do tempo da escola.

Perssunal - O contrário de amador. Muito utilizado por jogadores de futebol. Ex:" Sou perssunal de futebol". Dica: Deve ser articulada de uma forma rápida.

Pitaxio - Aperitivo da classe do Mendoim.

Prontus - Usar o mais possível. É só dar vontade e podemos sempre soltar um Prontus! Fica sempre bem nos lugares mais bem frequentados da sociedade.

Prutugal- País ao lado da Espanha. Não é a Francia.

Rondana - Uma roldana que ronda à volta de si mesma.

Shampum - Liquido para lavar o cabelo que quando cai na banheira faz PUM.

Stander de vendas - Local de venda. A forma mais famosa é sem duvida o Stander de Automóveis.

Tçou, Tçi e afins- Inicialmente usado por músicos da zona da Baía de Cascais, rapidamente se estendeu a outros tipos de utilizadores. Atender o telefone e dizer "Tçou" é uma experiência aconselhável a qualquer cantor com ligações familiares à cantora Ágata ..

Tipo - Juntamente com o "É assim" e "Prontus", faz parte das grandes evoluções da língua portuguesa. Também sem querer dizer nada e não servir para nada, pode ser usado quando se quiser, porque nunca está errado nem certo. É assim... Tipo tas a ver?

Vosso mail - Se alguém não atende o telemóvel obviamente que vai para o vosso mail. Esta era escusada...

sábado, 20 de janeiro de 2007

Uma face na pedra



Caminho deserta sobre as pedras
Os rostos não me interessam,
Já nada me dizem
E nenhum me reconhece.
Só vejo o chão debaixo de mim
E tudo a rodopiar à sua volta
E eu ali, estática
À espera que as pedras se abram
E me deixem cair deste deserto de mim.
Há uma parede onde as pedras cessam,
Onde acabam os meus olhos a olhá-la
E toco-a procurando um rosto,
Procuro um rosto talhado na pedra
Que mude a pedra retalhada do meu rosto...

Ninguém, 19 Jan. 07

sexta-feira, 19 de janeiro de 2007

Para intercalar com as terminologias

(mais uma vez esqueci-me de anotar o autor do quadro...)

A obra de arte pode ter um efeito moral, mas exigir uma finalidade moral do artista é fazê-lo arruinar a sua obra. (Goethe)

quinta-feira, 18 de janeiro de 2007

Terminologias I


Como é um assunto que está na ordem do dia, deixo aqui uma sugestão para que, em vez de se inventarem novas designações para palavras já existentes, se trate de "legalizar" muitas que ouvimos quase diariamente e deveriam merecer uma atenção especial. Para já ficam só alguns vocábulos de "A" a "I", os seguintes serão editados outro dia.

Novo Dicionário de Língua Portuguesa

Parte Hum

Alevantar - O acto de levantar com convicção com o ar de " a mim ninguém me come por parvo! Alevantei-me e fui-me embora!"

Aspergic- Medicamento português que mistura Aspegic com Aspirina.

Assentar - O acto de sentar, só que com muita força, como se fossemos praticamente um tijolo no cimento.

Capom - Porta de motor de carros que quando se fecha faz POM!

Destrocar - Trocar varias vezes a mesma nota até ficarmos com a mesma.

Deus - Treinador de todos os jogadores de futebol brasileiro que nunca se esquecem de lhe agradecer nos finais dos jogos.

Disvorciada - Mulher que se diz por aí que se vai se divorciar

Destrocer - Torcer várias vezes

Deslargar - Largar várias vezes o que quer que seja

É assim - Talvez a maior evolução da língua portuguesa. Termo que não quer dizer nada e não serve para nada. Deve ser colocado no inicio de qualquer frase. Muito utilizado nos concorrentes do Big Brother.

Entropeçar- Tropeçar duas vezes seguidas.

Eros- Moeda alternativa ao Euro adoptada por alguns portugueses.

Exensar- Termos que para ser bem utilizado tem que ser dito rápido para que algumas pessoas percebem que se quer dizer "deves pensar".

Falastes, Dissestes e afins - Articulação na 4ª pessoa do singular. Ex: EU falei, TU falaste. ELE falou, TU FALASTES:

Fracturação - O resultado da soma do consumo de clientes em qualquer casa comercial. Casa que não fractura... Não predura.

Inimigos - O que vou ganhar depois de alguns lerem este Dicionário...

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Madrugadas



Sento-me à porta do dia e espero; vou contando a passagem das nuvens pela estrada dos meus olhos. Por mais que espere, não raia o sol e a luz assemelha-se à penumbra de um Mosteiro esquecido, onde pairam ainda os ecos de tantas orações ali deixadas.
Chega o ocaso e nem um frémito, nada me perturbou o vazio, continuo prostrada nesta estrada sem fim que se vai percorrendo a ela mesma...
Sinto o torpor lento da madrugada e busco a luz, finalmente a luz...mas não, continua trespassada de brumas, mais espessas que nunca e cheias do que não consigo tocar, do que estas mãos nunca irão entender...

Ninguém, 17 Janeiro 2007

segunda-feira, 15 de janeiro de 2007

sábado, 13 de janeiro de 2007

DESAFIO

Na sequência do desafio feito pelo amigo Finúrias, decidi escrever dois textos sobre o mesmo tema, um que já lhe enviei e este, que ilustro com umas fotos que tirei há muitos anos a uma estátua, da qual desconheço o autor, mas que me lembro de ter ficado a olhar e a tocar durante bastante tempo.




Se desse voz às formas que me assomam os sentidos, se lhes tirasse o negrume e deixasse apenas a pele aos gestos descarnados, quem sabe a tela se encheria de uma nova claridade invadida por ecos de audácia.
Permaneço no entanto, na margem desta água provisória e sinto nunca ter tocado a alma das coisas; fico-me aqui acariciando esta pedra e tentando adivinhar-lhe o sexo, por entre as nervuras da pele retalhada, como um cego usando todos os sentidos.
E quanto mais luz existe, mais cega me sinto frente a este espelho sem vida, que sinto como uma morte sem janelas.
Acocoro-me por entre as luzes e busco um sono profundo que nenhum café conseguirá acordar; enterro-me mais ainda no lodo e deixo-me desaparecer lentamente, vou pensando devagar que afinal, talvez a paz seja possível...

Ninguém, 13 Janeiro 2007

sexta-feira, 12 de janeiro de 2007

Pronto, eu mudo isto...



Para quem utiliza o IE e não consegue visualizar o gif abaixo, continuo a desejar um bom fim-de-semana e se possível, aproveitem o sol.

Bom fim-de-semana!!!



Vão passear, aproveitar o sol e tal, pois se ficam aqui a olhar para isto, dão em doidos...

quinta-feira, 11 de janeiro de 2007

Desejo a todos



Um dia radioso para terminar a semana...

Já funciona outra vez...



Os meus agradecimentos a todos. Agora vamos lá a ver o que é que hei-de fazer disto...

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007